Você não é cowboy para cavalgar em público.

Sim, eu sei que a falta de noção permeia o mundo, mas me parece que gays tem o deselegante hábito de trocar caricias calientes em público com mais frequencia, é feio e chato para todo mundo, para quem vê e para também para quem faz. Carinhos, selinhos e mãos dadas são bem vindas mas né, vamos deixar a pegação para quatro paredes ou a velha suana.

Discrição no banheirão

Dia desses me deparei com essa matéria no Uol sobre o o shopping Frei Caneca que colocou seguranças nos banheiros para impedir a prática do banheirão. Para os desavisados banheirão é a rapidinha em toilets públicos ok? Quem nunca deu aquela bimbada em locais proibidos que atire a primeira pedra, mas pera lá gente, não vamos abusar.

Heteros, senhores e crianças utilizam esse banheiro, então segura essa emoção e pensa no pobre do segurança que tem que se prestar ao papel de chamar atenção de marmanjo excitado!

Nem tudo é homofobia, pode ser apenas babaquice

Sabemos que a homofobia existe, assim como o bullying mas é preciso saber diferenciar o que é o que. Ambos os termos viraram moda e são usadas para descrever qualquer comentário babaca ou piada sem graça. Homofobico é quem ofende amargamente, tem ódio e agride. Bullying é aquele ato contra uma pessoas que não tem limites e que chegam a causar danos psicológicos. Zuação, bolinhas de papel e até leve pedalas não fazem de você uma vitima no colégio, assim como as enquetes do Zorra Total sobre gays afetados não são um ato de homofobia.

Monogomia existe

- Namoro a 2 anos.

- Nossa jura? Ou – Atá que você nunca deu uma escapadinha?

Esse dialogo é muito comum entre a comunidade gay (e heteros para gays também). Todos sabemos que em geral gays são mais permissivos a relacionamentos abertos e que encaram o sexo de uma forma mais livre, porém vale lembrar que a monogamia é também uma constante em relacionamentos gays, então para de desconfiar das suas amigas bees e de o maior apoio nessa união estável!

O mundo não é gay

Basicamente 10 % da população é gay, esse dado não é totalmente certeiro, se apóia em estudos e pesquisas antigas, e eu particularmente acredito que esse numero é no mínimo o dobro, mas isso não significa que todo mundo é gay. Um babaca homofobico não necessariamente é um gay enrustido, assim como só porque alguém te olhou na balada quer dizer que quer te comer.

Ah e uma dica muito importante, não cabe a você tirar ninguém do armário, é triste ver tantos artistas e pessoas influentes que poderiam ser grandes figuras positivas para comunidade não se assumirem, mas se eles estão nessa posição é porque querem ou precisam estar, então deixe-os em paz, assim como aquele amigo que você acha que é, converse e seja realmente amigo ok?

Meus agradecimentos ao Bruno Frika que super ajudou a selecionar as dicas :-)