Etiquetas

, , , , , , , ,

Fui ontem ao SPFW, e olha foi a edição mais bacana, talvez por eu ter ido como convidado e não trabalhando (como nas últimas 5 edições), talvez pelos amigos, que este ano multiplicaram. E são os amigos que fizeram com que eu escrevesse este post, a @tati_cancoro costuma brincar que eu sou a pessoa de mais contatos no mundo, e que onde quer que vá eu conheça alguém – o que se provou verdade quando encontrei minha madrinha no poupa tempo da Sé ( tenta encontrar alguém no meio da Sé pra ver se consegue).

Agora vamos avaliar o conceito de contato! A maioria das pessoas tendem a classificar contato aquele tipo de pessoa que pode de alguma forma lhe ajudar a “subir na vida” enquanto eu considero contato qualquer pessoa que eu conheça, e por conhecer digo saber o mínimo sobre essa pessoa, seja no aspecto profissional, emocional ou social e que me acrescente algo, com o processo de digitalização da vida em que interagimos com completos estranhos por meio das redes sociais nossa rede de contado acaba por aumentar certo? Vou exemplificar para que tenha mais sentido: No semestre passado produzi junto a minha turma da faculdade conteúdo para um blog de Relações Públicas, durante o processo entrevistei muita gente bacana: @biagranja @pedrobeck @wakabara entre outros tantos, e os considero hoje, contatos, não são meus amigos ou pessoas que permeiam minha vida fisicamente, mas são profissionais que se dispuseram a esclarecer dúvidas de um estudante e que caso precise de ajuda novamente acredito que possa recorrer a eles!

Em uma outro nivel de contatos estão os amigos, esse sim presentes fisicamente, e que passam pelos mesmos problemas que eu: são estagiários, assistentes, ou profissionais junior como o mercado costuma nomear. Recebemos salários relativamente baixos em relação ao que gastamos custeando as necessidades desse mercado (faculdade, cursos de língua, cursos técnicos etc), mas não reclamamos, nos ajudamos sempre que possível trocamos pequenos mimos como ingressos para shows e entradas em festas e assim mantemos uma agenda bacana sem gastar tanto!

E isso vale para vida, trabalhamos em cima de um processo de permuta das expertises! Os que se interessam pela fotografia me presenteiam com fotos para ilustrar estes posts e decorar minha casa, os que lêem compulsivamente emprestam o que tem de melhor em suas prateleiras e quando possível ofereço meus serviços de consultoria e aulas de mídia social; Ralamos muito para conseguir chegar a onde queremos e tenho muita sorte em escrever isso no plural, afinal estamos juntos e misturados nessa rede imensa e muito importante de contatos.

@irangiusti que se apropriou do tem da SPFW sem saber e acabou escrevendo um texto bacaninha.

A poesia visual que ilustra o post é da @thabss

Anúncios