– Pode falar?

– Aham, tudo bom?

– Tudo eae?

– Tudo. O que se passa?

– Preciso ser sincero.

– Isso nunca é bom vindo de você.

– To cansado.

– De que?

– De tudo, de nós, do mundo.

– Que nós?

– Nós. Eu, você, essa situação.

– Até que enfim você falou algo, achei que ia continuar me tratando mal pelo resto da vida.

– Desculpa?

– Se você me falar o que esta acontecendo talvez.

– Eu te amo.

-…

– Você não vai falar nada?

– Não sei o que falar.

– Desculpa.

– Para de pedir desculpas.

– Eu não deveria ter dito nada.

– Desculpa.

– Chega de desculpas, eu sei que foi a hora errada.

– Nunca tem hora certa pra isso.

– Pra que, pra falar que te amo, ou pra ouvir que você não me ama?

– Os dois.

– Desculpa.

– Como você disse, chega de desculpas. Não sei como te dizer isso.

– Dizer o que?

– Eu também te amo, mas não assim.

– Assim como?

– Como você me ama.

– Como eu te amo?

– …

– Te amo como amigo.

– Eu sou sempre o amigo, sabe, as vezes me sinto cansado de apenas recolher cacos.

– Todos nós recolhemos cacos.

– Mas eu só faço isso.

– Não é verdade.

– Então por que você não me ama?

– Porque você é meu amigo.

– Eu também sou seu amigo, e também te amo.

– Não sei.

– Não sabe o que?

– Não sei porque, só não te amo.

– Pode começar.

– Começar o que?

– Todos os clichês.

– O que?

– Os que eu sou uma pessoa incrível, especial, e que você se importa muito comigo.

– Mas eu me importo.

– Mas você não me ama.

– Mas eu não te amo.

– Desculpa.

– Desculpa.

Repassei esse dialogo tantas vezes que já perdi as contas. Eu realmente o amava. O que mais me lembro dele eram as tattooagens, a barbas grossas e o cheiro de sabonete misturado com nicótica. Me apaixonei a primeira vista, se é que existe mesmo amor a primeira vista.

Desculpa, não sei fugir do lugar comum. Minha vida é um lugar comum. As vezes tenho a impressão de que ela é composta de sofrimentos. Não de lagrimas. Não. Lagrimas são fáceis, atenuam sofrimento. É como se eu tivesse sido castigado: Não chorarás diria a voz superior.

Eu só quero que você se foda. Repeti isso muitas vezes também, na verdade acho que só queria que ele me fodesse, Não sei se era foda, talvez fosse só amor que eu precisasse, e algumas lágrimas.

Desculpa.

Anúncios