Pra mim política sempre foi um fator importante. Ao me distanciar cada vez mais de Deus acabei me envolvendo com a fé humana:  acredito na medicina, na ciência, na filosofia, e obviamente, na política.

E com papel de destaque na política, temos Lei. Em um resumo simples (até de mais) explico: O Brasil é dividido por um sistema de governo com 3 “representantes e administradores”, aqueles 3 poderes da praça famosa de Brasilia, composto pelo:

Legislativo: Ou seja, o congresso nacional, composto pelos  Deputados,  (a quantidade depende do tamanho de cada estado) que defendem o interesse do povo  e Senadores  (3 por estado) que defendem o poder dos estados. O que é meio absurdo já que todo mundo deveria defender o bem estar do povo né?

O papel do legislativo é ficar de olho em tudo que os outros dois poderes fazem, como vão as leis,  o financeiro, o presidente. Ou seja? É o grande fiscal de tudo que se passa no pais.

Executivo: Vulgo Dona Dilma, ou seja o presidente (a) da nação e seus 23 ministros (na verdade é mais porque com a demanda de trampo foram criando as secretárias que tem um poder bem parecido com os dos ministérios)  É o executivo que administra TUDO: Funcionários públicos, as milicias, segurança pública, aquele monte de sigla como ANATEL, ANCINE, ANAC e por ai vai.

E por fim o Judiciário, composto por 4 grandes eixos: justiça comum, justiça do trabalho, justiça eleitoral e justiça militar que por sua vez se desmembram naquele monte de Tribunais e Supremos tribunais. O Judiciário tem 2 grandes papeis: Cuidar pra que o povo não saia fazendo o que quiser e cuidar para que o executivo e o legislativo também não  façam o que quiser!

Parece simples, e é : Para que uma lei “exista” é preciso que o executivo “peça uma autorização” pro legislativo que se liberar manda pro Judiciário aprovar!

O que dificulta tudo isso ai de cima é a falta de caráter, a burocracia, as divergências de opinião e obviamente o tamanho do pais e da população.

Ai a gente assiste um episódio de Lei e Ordem e pensa “nossa mas nos EUA é tudo mais facil né”. Sim, temos um pouco de razão neste pensamento: O sistema dos Estados Unidos é mais “enxuto”, não tem aquele monte de partido e ideais gritando. E principalmente tem Leis mais simples, mas em compensação uma abertura muito grande para “novas leis”.

Por exemplo, sabe aquela cena que o advogado fala “Sr juiz no caso XX de XX ano isso aconteceu” então, isso foi uma brecha. Ao sentenciar algo fora do comum o Juiz esta instituindo essa sentença como uma lei. (Obviamente é mais complexo do que isso, mas lembrem0 isso aqui é um resumo bem simplificado).

Pronto, agora a gente já sabe como funciona lá e como funciona aqui certo? Pelo menos o básico. Mas não se engane, os problemas são os mesmos, e vou exemplificar agora com 3 séries norte americanas:

A 1ª é The West Wing que retratou durante 7 anos de forma bem humorada e inteligente as campanhas norte-americanas e o setor de comunicação da Casa Branca

Em TWW é possivel perceber que os impasses para tramitação das leis. Nos EUA se tem apenas 2 partidos, mas são dois grandes e fortes partidos. É o que faz a balança ficar equilibrada entende?

Ai em 2010 tivemos The Good Wife que trouxe de volta a insossa Julianna Marguilies de ER de volta a tv.

TGW é uma delicia, magistralmente escrita levanta uma discussão intensa sobre lei e caráter. É possível que exista uma sem a outra? O elenco é afiado e torna clara questões complexas pouco debatidas como a citada acima.

E finalizando a hilaria e tocante Harry’s Law, protagonizada pela fera Kathy Bates. Com um roteiro absurdo da um tapa na cara da sociedade, lembrando que leis, governos e futuros são compostos de pessoas e não burocracias. É das 3 a mais irreal porém a mais sincera.

A tv brasileira infelizmente não se debruçou sobre o tema (só um pouquinho no genial e de carreira cura Os Aspones, um misto de critica e comédia pastelão) . Enquanto isso a gente vai entendendo como funciona lá e vai tirando os bons exemplos para pedir aqui certo?

Tudo isso é pra falar que é importante sabermos como as coisas funcionam, sabe vivo falando que a minha geração é burra, que meus amigos são desinteressados, mas até hoje nunca tive paciência ou fiz questão de compartilhar o pouco que eu sei. Ta errado isso!

Acho que as indicações de séries podem tornar o assunto mais próximo e interessante, portanto assistam as séries, leiam matérias, livros e vamos debater, por aqui ou em um bar, que é o que a gente mais curte!

Anúncios