Etiquetas

, ,

Cerca de 1 mês atrás eu escrevi um post sobre uma das lições que aprendi no trabalho: Ter um time de futebol. Como gostei da estrutura resolvi fazer alguns outros e para esse segundo capitulo apresento o Ola , que é uma espécie de salvador da pátria da gente na firma (principalmente quando falamos em tecnologia).

Certo dia após uma longa viagem ele deu uma passada na agência para resolver algumas coisas e dali fomos almoçar. Por conta do fuso e do cansaço acabou deixando 70% do prato cheio, e por isso a garçonete perguntou se estava tudo ok, se a comida estava ruim e coisas do tipo. Ai, na hora da resposta veio o ensinamento:

“Não, a comida estava ótima, mas  estou de dieta”.

Olha que coisa mais simples: Ao invés de explicar todo o processo de fuso horário, pedir desculpa por não ter comido todo o prato (coisa que a culpa católica brazuca muitas vezes obriga) ele simplesmente foi prático e ofereceu uma resposta plausível e que não permitia contestações.

Esse dia eu entendi melhor o Ola, entendi a calma estrangeira, entendi que eu, e nem ninguém precisa de tantas palavras, tanta conversa e tantos rodeios. As vezes podemos simplesmente estar de dieta e evitar desgastes desnecessários não é mesmo?

Advertisements