Como o Guia de conduta HT-Gay em 5 passos  foi sucesso e geral colaborou mandando mais dicas,  nada mais justo que dar continuidade nesse projeto lindo de utilidade publica né? hahahah #Aloka

Então vamos lá:

6) Duas flores não formam um jardim 

Não é porque tem um casal gay na boate ou até dois gays aleatórios que esse espaço está se tornando um espaço gay ou gay friendly, isso só quer dizer que você viu um gay muito confortável com si e que saiu do nicho dele para estar em um lugar que gosta. Então, não precisa nem ficar com medo do seu role habitual virar uma vertente da parada e nem fazer piadinhas com o menino (a). Gay ,como já diria mamonas, também é gente, então toma um drink e trabalha essa amizade de boate.

7) São 2 homens. PONTO

1º vamos falar do processo: na hora do sexo quando entre 2 homens, existe quem é ativo e quem é passivo, acredito que não tenho que descrever levando em conta a obviedade dos nomes  dados as funções. Porém não é uma coisa exclusiva, os papeis podem se inverter a cada dia, ou até na hora da própria transa. Portanto nada de perguntar quem é mulher da relação, afinal não existe uma mulher e se você queria perguntar se seu amigo é passivo não o faça, só quando muita intimidade, afinal, eu não pergunto pra você se gosta de trepar com a sua namorada de frente, de 4 ou de lado certo?

8.) Não é porque sou gay que sou professor de cu

Olha 10 entre 10 pessoas que me conhecem em dado ponto do relacionamento me perguntam sobre sexo anal, na verdade sobre sexo em geral. Como eu bem curto falar de sacanagem tô sempre ali mas nem todos os gays são assim – Gente a pessoa é gay, não quer dizer que ela curta falar de sexo OU saiba te ensinar a fazer uma chuca ok?

9) Nossa você é gay, mas nem parece

Essa e outras variações como “Você é gay, mas não é afetado né?” são a maior babaquice do mundo hetero (e gay, não minto). Todo gay ao se descobrir gay e ao começar a assumir a homossexualidade passa por esse processo, alguns infelizmente levam isso adiante, assim como muitos heteros. E é triste, tenho incontáveis amigos heteros (são maioria inclusive) e nenhum nunca se ofendeu ou se sentiu incomodado com a minha boca suja, roupas chamativas ou cortes de cabelos. Afeminados são tão gays ou homem quanto você, uma dica pra internalizar bem isso é assistir Madame Satã viu!

10) ♪ Tira a camisa ♪

Mito: Balada gay só tem marombado sem camisa. Bom, levando em conta esse que vos fala já é obvio que não é bem assim. Dentre os gays existem vários “grupos” que chamamos de guetos, isso é um termo acadêmico pra falar sobre as tais panelinhas: Existem as Barbies (gays fortes, que sim, vão muitas vezes para baladas eletrônicas sem camisa ou regata, Dominam o RJ e Floripa, fácil encontrar em Sp ), Fashionistas (gays com uma pegada de moda, se veste com o que vêem nas passarelas, em sua maioria são bem magros e se produzem para sair, Sampa é a capital do grupo), Ursos (gordinhos, peludos, bigodudos, em Sp e no Rj são um grande grupo), Emos (adolescentes meio dark, “rebeldes”, o termo veio do genero musical, mas virou todo gay com franjinha, roupa com tachinhas e cerejas), Mauricinhos (não sei bem se esse grupo tem um nome, são gays ricos, que vão as mesmas poucas baladas, usam geralmente roupa Sergio K e mocassim ahhaah Sp bomba).

Mas que fique claro – não existe uma regra de castas, pq né gente, Caminho da India já ficou 4 novela das 8 pra trás, então apesar de formarem um target com seus points não são obrigados a conviver só nesse grupo, e como na escola, podemos mudar de amigos e estilo.

Acho que por hoje é só, se tiverem mais dicas é só comentar ou mandar replay pelo twitter e semana que vem 5 dicas para gays em ambientes hts !