Tenho o irritante hábito de ter momentos de busca da superação. Funciona assim: eu acordo e resolvo que vou mudar, que não vou mais reclamar das voadoras da vida, da solidão, que vou organizar minhas finanças e começar a dieta.

Mas tudo isso acaba em 15 minutos.

Já perdi as contas dos métodos: lista, promessas, boicotes, planilhas. Burocracias que de nada adiantam.

Como lidar com uma vida que está longe de onde eu gostaria que estivesse ligada a uma falta de perseverança crônica?

A terapia tá ai, cutucando e tentando trazer a tona tudo que deve vir. Mas me falta tempo.

Falo muito, desabafo no mesmo tanto, mas nunca é suficiente.

É, nunca a palavra perdido fez tanto sentido.

Advertisements