Etiquetas

, , , , , , , ,

Um dos meus teatros preferidos da cidade é o Tuca, talvez pela qualidade técnica do que é apresentado, pela estrutura do teatro, ou até pela carga histórica, não sei, só sei que gosto muito.

Foi lá, há coisa de um ano que assisti minha primeira peça encenada pela Denise Fraga, e sim, ela é tudo aquilo que falam: talentosa, engraçada, um dos grandes nomes de sua geração, em suma, espetacular.

A peça foi “A alma boa de Setsuan” do Brecht, um texto longo, delicado e belissimamente adaptado com ares circenses. Uma graça que me deixou a refletir alguns dias.

Foi no ano passado também que me encantei por “Música para cortar os pulsos”, que falei por aqui  e tinha por um dos protagonistas o Kauê Telloli. Assisti música umas 5 ou 6 vezes, e da ultima vez já sem o Kauê que se preparava para a nova peça do Tuca.

Ai hoje foi a vez de presenciar esse encontro: do Kauê que tem sido um dos novos atores a me chamar atenção pela qualidade do que quer encenar, da Denise Fraga, por ser o icone que é,  e do texto “Sem pensar” adaptação de uma peça escrita pela adolescente britânica Anya Reiss.

“Sem pensar” me ganhou pela atualidade e agilidade no texto, a história é bastante simples: um casal em crise pela traição cometida pelo marido que tem também de lidar com a filha pré adolescente de 13 anos, apaixonada pelo inquilino de 21.

Com referencias pop extremamente atuais: High School Musical, Batman, Homem Aranha, BlackBerry, Harry Potter e Msn a peça demonstra o cotidiano teen que eu particularmente nunca vi representado. Esqueça as tentativas impactantes como os filmes  Kids, Ken Park ou até o recente Aos 13.  “Sem pensar” consegue apresentar toda a confusão e formação de caráter dessa época tão complicada de forma elegante e real.

Denise é um caso a parte, a sequencia em que se junta ao restante das personagens para assistir um filme é uma das mais engraçadas e reais que vi e dificilmente alguém não vá se identificar.

Ah e tem os palavrões, que devem render um outro post que venho trabalhando a meses, deliciosos e livres, temperam o já dramático e divertido espetáculo.

Para mais informações sobre a peça e compra de ingressos aqui.

As imagens são do Hot Hits da Elle