Etiquetas

, , , , ,

Ela não tem mais dezessete anos e foge de casa, agora tem 12, 13 no máximo e faz questão de odiar os pais sob o mesmo teto, amando o namorado ou namorada, ou os dois, juntos ou separados.

Pelo caminho seguem as garrafas e cigarros, e com certeza um baseado que não deixa cheiro no cabelo, ou a sibutramina pra deixar o corpo bacana.

Os delitos cafonas como roubo de carro foram substutuidos por pequenos furtos divertidos ou estourar o cartão de crédito pago pelo papai

Nem Ana Paula e muito menos Natasha que virou nome de prostituta, é mais legal ter um nome sonoro no twitter e um tumblr com foto sexy

O salto quinze e a saia de borracha ganhou duas versões: coturno ou ankle boot com jaqueta de couro ou sapatinha e rasteirinha com saia longa

Nenhum passo é impensado e os outros lugares são só com milhas aéreas ou jabá

Dançar é chato, elas querem é fazer pose e abrir blog

Preguiça de racha, querem taxi ou um boy bem magia com um carro bacana

De sete vidas não tem nada, é umas só e toda transmitidas em live streming

Não perde-se tempo com rg falso, fazem um boquete no promoter que tá tudo certo

Agora o desaparece antes que alguém acorde é eterno, claro que tem também as versões psicopatas que ameaçam matar o ex

O cabelo verde só pra blogueira chata que ninguém gosta e a tatuagem no pescoço tem que ser de frase em frances

Um rosto novo já com botox e um corpo feito pro pecado: o da fome, puro osso.

A vida é bela por conta do prozac e o paraíso um comprimido, desmanchado e cheirado com a nota de 50 enrolada.

Sinceramente não sei se acho a Natasha de hoje mais legal que a de antigamente.

Muita atitude pra pouca cabeça, muito destaque pra quem tem tão pouco o que falar

Acho que prefiro as Mônicas que são pedantes, mas pelo menos fazem medicina, vêem filme do Godard e principalmente gostam de meninos que jogam futebol-de-botão com o avô