Etiquetas

, , ,

Passei a semana pensando o que fiz de errado, tentando entender porque coisas nonsenses e bizarras acontece comigo.

Ainda não entendo completamente e passo horas fumando cigarros enfurecidamente. Mas a sensação de calma está tudo bem agora começa e voltar.

Amo, a muitos anos, de forma tímida, ignorante, com muito sofrimento. Mas vai passar. O nonsense é necessário pra mim.

Acho que é isso: o nível de complexidade das situações da minha vida são produto da forma complexa que a levo.

O Pedro Jansen escreveu um dos textos mais lindos que tive o prazer de ler: Eu só queria ser simples de coração e assim como ele eu sempre me perguntei se não seria mais fácil apenas ser, não pensar.

Racionalizo tudo e em quase 4 meses de terapia (depois de 8 anos sem ir ao consultório) colho os frutos dessa racionalização toda.

Queria, além de ser simples de coração, conseguir me lembrar que não sendo simples vou sofrer consequencias e que está tudo bem.

Certo dia falando com pessoas simples de coração (meu pai uma delas) percebi que a simplicidade pode ser linda, mas nunca me faria feliz.

Não sei amar timidamente, não sei viver discretamente, sou feito de excessos, e é isso que me faz bem. Infelizmente as verdades serão excessivas, assim como as dores.

Mas, porque sempre existe um mas, eu vou buscando ajuda, chorando, tentando lidar com tudo, na esperança de encontrar formas de doer menos.

Advertisements