Etiquetas

, , , ,

A 15 dias eu consegui fechar minhas  férias. Depois de 5 anos consecutivos sem descanso rolou uma semaninha pra dar uma espairecida e resolvi que iria viajar.

Mas eae com um prazo de 15 dias, sem cartão de crédito (minha inaptidão para organização financeira não me permite tal mimo) como ia fechar uma viagem? Fui empurrando com a barriga, esperando meus pais voltarem de Portuga para pedir o cartão deles emprestado mas não rolou.

Me vi portanto a 2 dias do descanso diante da perspectiva de passar minhas 1ª férias da vida assistindo mulheres de areia no vale a pena ver de novo. Não que eu não curta Rutinha e Raquel, mas né, mereço mais que isso.

Resultado: quinta – feira a noite liguei na CI que ao contrário do que a maioria da galera pensa é também agência de viagem e não só Intercâmbio e pedi cotação pra 3 destinos: Recife, Peru ou Chile.

Como Peru era mais trampo conseguir hospedagem fiquei entre o nordeste brasileiro e os alpes andinos. Como tenho família em Recife bodiei de pagar quase a mesma quantia que pagaria pro Chile, afinal com eles por lá é só eu pegar uma promo que é garantia de amor e cama pra dormir.

Ai fechei na sexta-feira mesmo minhas passagens e hotel em Santiago e embarco segunda (amanhã :-O) Ao contrário de Buenos Aires que fiquei no hostel aqui optei pelo hotel, não tive tempo de pesquisar e com o frio do Chile temi pela calefação.

Hoje, tentei trocar o dinheiro na casa de cambio mas não tive sucesso e o que sei basicamente da viagem é: vou com uma quantia mega reduzida de dinheiro, um hotel já pago com café da manhã e uma passagem pra volta e SÒ.

Não conheço ninguém lá e  a Fergs querida já tratou de me apresentar pelo Facebook uma amiga mega simpática que acho que vai ser uma delicia conhecer. De resto é só surpresa.

Pode ser a melhor ou pior viagem da minha vida, posso conhecer milhões de pessoas ou passar a semana mais reflexiva dos meus 22 anos. Posso comer bem ou viver de Mc. Posso beber muito ou decidir viver de água. Posso passar muito frio ou me acostumar com o ventinho chuvoso da cidade. Posso conseguir contar tudo aqui em tempo real ou só ficar online daqui uma semana. Quem sabe? Eu com certeza não, e acho que nunca fiquei tão feliz com uma viagem na minha vida 🙂

Anúncios