Etiquetas

, , , , , , , , ,

Hey, agora vamos falar de coisa boa, vamos falar de boy magia! hahaahha

Apesar dos perrengues todos que postei aqui, a viagem foi incrivelmente foda e como fiz em Buenos Aires e Curitiba vou fazer um post só com dicas gerais para não ficar muito perdido na cidade.

Money, money, money

Louco que sou, me taquei no aeroporto sem dinheiro trocado, chegando lá fui na casa de cambio que meus pais usam sempre então o preço é bem camarada e eis minha surpresa quando descobri que 1.000 pesos equivale a 4 reais: ENTREI EM PANICO, mas foi de bobo, Santiago é preço de SP com algumas super pechinchas então vale super a pena.

Aquela história de “quem converte não se diverte” é a maior cilada, tem que converter tudo porque se não vai sair perdendo. Por exemplo: você pode pagar 3 mil pessos em um lanche do Mc (12 reais) ou 6 mil em um almoço completo (24 reais) o que vale mais a pena?

A grosso modo para calcular é só multiplicar tudo por 4, ou seja 1.000 pesos = 4 reais. Para as moedas menores é só fazer o 250 por 1, ou seja, 500 pesos = 2 reais.

Nada de coisinhas pequenas

Café, água e lanches custam pequenas fortunas, de 3 a 8 reais em geral. De preferencia a compra desses produtos nos super mercados, que saem a metade do preço.

O mesmo vale para as lembrancinhas do fim da viagem: opte pelo vinho que sai entre 20 e 40 reais e pula fora dos lenços cafonas e caros por exemplo.

Santiago vale por mil

Todo mundo com quem falei me disse para ir a Viña del Mar ou ValParaiso. Se você é uma pessoa urbana nem vai fazer falta, a cidade oferece programas para 5 dias com tranquilidade (e noites também). Se for em familia ou em casal então, melhor ainda.

Eu por imprevistos técnicos fiquei só por lá, e não me arrependi. Ano que vem pretendo voltar para as cidades do entorno, tendo Santiago por base.

Taxi, ônibus ou metro? 

Definitivamente METRO. Para ir do aeroporto para o hotel vale um taxi que não vai sair mais de 60 reais na madruga (15 mil pesos) mas de resto use e abuse do metro.

A cidade conta com linhas em TODOS os lugares, coisa de 2 a 4 quadras tem uma estação, o preço varia entre 4 e 5 reais dependendo do horário.

Para o ônibus é necessário comprar um cartão e depois carrega-lo, isso sem contar que as linhas são relativamente confusas.

Confuso também é o taxi: eles tem 2 preços de bandeira e 2 de km. Caso vá mais longe opte pela bandeira mais cara com preço de kilometragem menor, trajetos curtos bandeira mais barata, kilometragem maior. Tudo isso fica sinalizado no vidro do carro, mas né, minha preguiça de pensar se algo era longe ou perto em impediram de usar taxis na cidade.

Na real a melhor opção é o A PÉ, a cidade é plana e pequena. Ponto, em meia hora você passar por 4 ou 5 bairros para se ter uma ideia.

O ultra pop metro estação Bellas Artes

Nada de ligação, o negócio é llamada. 

Ligação em espanhol é sexo, então pelo amor de deus não use esse termo por lá, telefone de hotel ou celular é caríssimo então vá com o bom e velho chamada a cobrar. Para isso é só ligar para entel no 800-360-220 e fazer o atendimento automático ou falar com o operador. Tudo em português.

Wi-fi

Se tiver aparelho 3G ou ipod, lap top ou ipad com wi-fi se joga. além da maioria dos hoteis oferecerem os serviços praticamente todos os cafés e restaurantes oferecem boas conexões.

Quer mais? As estações de Universidade do Chile, Baquedano e Tobalaba também oferecem internet na faixa:

Estação Universidade do Chile

Estação Universidade do Chile

 

Eu acessei MUITO a internet lá, tanto para noticiar minha família quanto pra pedir ajuda para os amigos hahahah A cidade é cheia de lanhouse e o valor varia de 3 a 8 reais a hora, mega tranquilo.

Cultura não está no museu

Não espere absolutamente nada dos museus, fui em muitos, do museu de Belas Artes ao Pré colombiano. A estrutura é péssima com curadorias confusas o negocio aqui são os centro culturais: a cidade é recheada de teatros, cafés exposições e como já falei centro culturais, sendo que a maioria deles não é nem sequer citado nos guias turisticos.

Centro Cultural GAM, um dos lugares mais incríveis que vi na vida.

Compre um guia e queime

Sério, guia é a coisa mais babaca do mundo, em geral os mapas estão errados (em Buenos Aires o da Folha apresentou esse problema) e agora no Chile o da Abril também (comprei o Viagem de Bolso que por ser em folha de revista achei que estaria mais atualizado)

Opte pelos mapas dado no Hotel ou Hostel e use e abuse das perguntas e simplesmente caminhe, a cada quadra existe uma viela, um centro cultural, uma praça. Descubra a cidade, de verdade.

O que vale a pena conhecer (e fazer um post só sobre isso)

Arquitetura, restaurantes, compras e bares; Isso é o que Santiago tem de melhor e isso que vai ganhar posts específicos.

Até mais 🙂

Advertisements