Acho que já escrevi uns três posts sobre final de ano, resoluções, balanços e cia, e mesmo assim não foi suficiente, porque relendo percebi que alguns escrevi com esperanças, outros com ódio, outros com amor agora escrevo com serenidade.

Hoje conversando com uma amiga, falei sobre amor, não aquele piegas, não aquele que faz a gente sofrer, mas aquele amor que deu certo, aquele pleno, mesmo que por um momento. Tenho com os anos desenvolvido uma teoria bastante simples e que pode ser considerada conformista mas que me agrada muito: a teoria das incontáveis almas gêmeas.

É assim: tenho uma série de pessoas na minha vida que deveriam estar presente, e que chamo de alma gêmea. De alguma forma me conectei a essas pessoas de uma maneira inexplicável mesmo as vezes não tendo a extensão preterida: uma amizade rompida, um amor sofrido, um esgotamento familiar, não importa, o que importa é que por certo período ela foi certa. Outras seguem ali, por mais alguns meses, anos ou até o fim da vida quem sabe?

Sempre que me apaixono não deixo de pensar: essa pessoa é a pessoa certa pra mim, e isso é valido independente da reação do outro, o que traz certo sofrimento mas que me conforta porque naquele momento realmente acho que ele ou ela é certo pra mim, mesmo que a vida tenha nos posto juntos na hora errada.

Por incrível que pareça a maioria dessas pessoas certas pra mim são mulheres ou grandes amigos, o que romanticamente torna inviável qualquer tipo de relação afetiva – sexual e isso tem deixado de ser um problema, porque tenho absorvido a parte do amor que me cabe até encontrar alguém que possa compartilhar mais do que uma parte de si.

Minhas almas gêmeas são as que mantem em pé, que me completam e me entendem como poucas pessoas no mundo,é simplesmente o que me mov🙂

Não tenho vergonha de nada que fiz na vida, de nenhuma decisão que tomei, de ninguém que fiquei. Não tenho vergonha do meu corpo, dos meus gostos e nem das minhas atitudes e sinto que isso causa um desconforto muito grande a muitas pessoas.

Tenho  nos próximos anos que me importar menos com o que pensam de mim, porque ai estarei alcançando o que quero pra minha vida.

Hoje me dedicaram um post maravilhoso, onde quase todos que trabalham comigo teceram comentários elogiosos sobre meu trabalho a qual me dediquei 200% nesse 2011 e ai percebi que é esse o caminho. Não sou fácil, ninguém é na verdade. Mas com dedicação e amor é possível ver resultados como pude perceber nas frases carinhosas e amorosas que recebi.

2011 como já disse foi de crescimento, de muitas brigas de muitas conversas melancólicas mas acima de tudo de muitas alma gêmeas. E espero que 2012 tenham muitas mais.