Etiquetas

, , , ,

Não assisto BBB, não tenho paciência, não acho interessante, não acho engraçado, pelo contrário, acho extremamente chato, preguiça mesmo. Não é por ser um programa bobo ou nada do tipo, quem me conhece sabe que coisa boba é comigo mesmo e passo horas assistindo medalhão persa então quem sou eu pra julgar?  Só não gosto mesmo.

Mas obviamente sei de algumas coisas, o assunto é tópico frequente no twitter e me deparei com o vídeo do tal estupro de uma das participantes.

Vamos lá: a menina em questão, se não me engano Monique, diz não se lembrar do ocorrido e no vídeo aparece relativamente sem movimentos. Ela optou por não julgar isso como estupro, e não podemos fazer nada. Filmagens não são consideradas prova de crime no Brasil e a cena pode ter inúmeras interpretações (obviamente a rede globo tem as imagens completas de todos os ângulos e poderiam esclarecer a questão, mas infelizmente não é benéfico para eles, portanto não é uma atitude que nem será pensada) então não entro no mérito do “foi ou não foi estupro no BBB”, Monique já tomou sua decisão, não concordo, mas já tomou.

Mas isso trouxe a tona questões muito tristes: a começar com as piadas sobre o tema: estupro nunca será motivo de piada, não foi legal quando feita pelo Rafinha Bastos e não vai ser legal feita por twitteiros. Depois temos o machismo, presente principalmente nos discursos femininos: “mas é muito fácil beber, dar e não lembrar de nada” “ela ta com vergonha e fala que não lembra” “ninguém mandou ser biscate e beber”. Gente que tipo de pensamento é esse?

Eu Iran dificilmente perco a memória e o controle do que faço apesar de beber uma quantidade relativamente grande de álcool e nunca, repito NUNCA peguei alguém que não estava em condições de pegar alguém. Se a pessoa esta a fim ou não, eu não pego, não acho certo, é difícil entender isso? Não digo que isso é estupro, mas afirmo que é imoral, desnecessário e errado.

Tenho inúmeros conhecidos e conhecidas que pegaram e até transaram e não se lembravam no dia seguinte, poucas vezes eles entraram no mérito se seu parceiro ou parceira se lembravam também e se tinham consciência do que estavam fazendo e eu  nunca trouxe isso a tona mas continuo achando que se envolve sexo, é sim uma forma de estupro e acho errado. E teve o caso da amiga que se sentiu sim estuprada, mas não fez nada porque a reação do mundo é geralmente esta que vocês leram acima.

Estupro, é sempre uma questão delicadíssima, difícil de se provar pois é mais do que provas, é a palavra de uma pessoa contra a outra, é o julgamento de uma série de desconhecidos sobre isso. A delegacia da mulher foi criada exatamente por conta de uma sociedade que não sabe lidar com isso, que tem esse pensamento machista e idiota.

Acho que o estupro do BBB serve pra gente ver o quanto falta evoluir, ver o quanto as pessoas aparentemente cultas são na verdade ignorantes e desumanas. Uma pena, uma pena.

Anúncios